As difamações por parte da imprensa imperialista tomaram conta do noticiário a respeito da República Popular Democrática da Coreia, portanto é necessário explicar o real funcionamento do sistema político norte coreano.

Celebração popular na Coreia do Norte

Que os meios de comunicação manipulam informações não só sobre a Coreia do Norte, como também sobre qualquer país que seja contra a cartilha liberal não é novidade pra ninguém, porém devemos esclarecer algumas coisas. Devido a difamação insana que há sobre a Coreia do Norte, muitos seguidores do marxismo mesmo sabendo dessa manipulação, têm grande receio em falar sobre o país. Não são poucos os que acreditam que a Coreia do Norte é uma ditadura, monarquia, etc, falácia que será desmistificada nesse texto, que mostrará a verdadeira democracia popular do país. O intuito desse texto não é fazer você, leitor, acreditar que a RPDC é perfeita. Obviamente ela tem seus problemas. O que não se pode admitir são as mentiras propagadas pela mídia ocidental, por isso vamos desmenti-las.

Antes de tudo devemos esclarecer que todo regime socialista autêntico tem a ditadura do proletariado como característica intrínseca. Portanto, o regime socialista é uma ditadura para a burguesia, que antes era dominante no capitalismo e agora passa a ser dominada no socialismo, e uma democracia para os proletários, que passam a ser a classe dominante da sociedade.

“A democracia socialista exerce estritamente a democracia sobre as massas populares, porém a ditadura sobre os inimigos de classe que a violam.” – Kim Jong Il.

Devemos então entender que todo regime político é uma “ditadura democrática”, e como mencionado antes, o capitalismo é uma ditadura para os proletários e uma democracia para a burguesia, já o socialismo é uma ditadura para a burguesia e uma democracia para os proletários. Esclarecido isso, passamos para a Coreia do Norte.

A democracia norte coreana é diferente da democracia que costumamos ver. Na democracia norte coreana não existe a “democracia para o indivíduo” assim como no sistema liberal. Não existem os conflitos entre partidos. Os partidos que existem são para e das massas populares, sem que haja “oposição” de partidos liberais que podem causar uma contra-revolução futuramente. Apesar de haver o voto, ele é apenas para legitimar o indivíduo no poder do Estado, e não para escolha entre as ideologias que vão governar a nação. O socialismo é intocável. Por esse e outros vários motivos que a Coreia do Norte não sofreu nenhuma contra-revolução revisionista e está crescendo cada vez mais, mesmo com várias sanções aplicadas pela ONU.

O Partido dos Trabalhadores da Coreia, o Estado e as massas populares são um só, caminham para a mesma direção, que é o progresso da nação e a melhora gradativa na qualidade de vida através do socialismo, em torno de um sistema político unilateral, contrário ao pluralismo liberal. Diferente do que muitos pensam, não é Kim Jong Un o “presidente” (ou ditador, como muitos afirmam) da Coreia do Norte. Ele é o Presidente da Comissão de Defesa Nacional, é quem lidera as forças armadas. Na verdade o posto de Chefe de Estado da nação é ocupado por Kim Young Nam, que apesar do sobrenome “Kim”, não tem nenhum parentesco com Kim Jong Un. Também diferente do que muita gente afirma, o poder não foi herdado de Kim Il Sung para Kim Jong Il que depois passou para o atual líder Kim Jong Un. Isso é impossível, pois Kim Jong Il que seria o suposto sucessor de Kim Il Sung, foi Presidente da Comissão de Defesa Nacional, já Kim Il Sung ocupou inicialmente o cargo de Primeiro-ministro e depois se tornou presidente, cargo que foi eternizado após sua morte. O Chefe de Estado, que seria seu sucessor, foi Kim Young Nam, eleito em 1998. Mas eis a pergunta: Por que são sempre os Presidentes da Comissão de Defesa Nacional que aparecem em todas as notícias? Isso porque está na constituição norte coreana que o cargo de Presidente da Comissão de Defesa Nacional é o cargo mais alto do Estado (“Art. 100 – O Comitê de Defesa Nacional é o órgão máximo de direção militar no poder estatal e órgão de administração geral da defesa nacional.”), mas não significa que seja privilegiado ou que controle tudo, longe disso. A Coreia do Norte é governada por um triunvirato, o Chefe de Estado (Kim Young Nam), o Presidente da Comissão de Defesa Nacional (Kim Jong Un) e o Primeiro-ministro (Pak Pong Ju), eleito pela Assembleia Popular Suprema. As eleições acontecem a cada 5 anos para a Assembleia Popular Suprema, e a cada 4 anos para as assembleias populares locais. O voto é secreto e realizado pela população.

Todos os candidatos são selecionados pela Frente Democrática para a Reunificação da Pátria em reuniões decisórias nas quais os candidatos são nomeados, sendo que os seus nomes aparecerão apenas no boletim quando nelas aprovados. A Frente Democrática para a Reunificação da Pátria é uma Frente Popular dominada pelo Partido dos Trabalhadores da Coreia. Entre outros participantes da coligação, estão incluídos o Partido Chondoista Chongu e o Partido Social Democrata da Coreia. A APS (Assembleia Popular Suprema) é composta por 687 lugares, sendo 607 do Partido dos Trabalhadores da Coreia, 50 do Partido Social Democrata coreano, 22 do Partido Chandoista Chongun e 8 independentes. A próxima eleição está prevista para 2019.

Por fim, deixaremos a lista de todos os que ocuparam os cargos do triunvirato:

Chefes de Estado: Kim Tu Bong (1948-1957), Choi Yong Kun (1957-1972), Kim Il Sung (1972-1994) Kim Young Nam (1998- Atualmente)

Primeiros-ministros: Kim Il Sung (1948-1972), Kim Il (1972-1976), Park Sung Chul (1976-1977), Lin Jong Ok (1977-1984), Kang Song San (1984-1986), Li Gun Mo (1986-1988), Yon Hyoung Muk (1988-1992), Kang Song San (1992-1997), Hong Song Nam (1997-2003), Pak Pong Ju (2003-2007) Kim Yong Il (2007-2010), Choe Yong Rim (2010-2013), Pak Pong Ju (2013-Atualmente)

Presidentes da Comissão de Defesa Nacional: Kim Jong Il (1993-2011), Kim Jong Un (2011-Atualmente)

Referências:

http://solidariedadecoreiapopular.blogspot.com.br/2011/01/o-sistema-politico-na-coreia-do-norte.html

http://depyongyangalahabana.blogspot.com.br/

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *