Muitas pessoas são leigas quando o assunto é Coreia do Norte, principalmente quando se trata da Política Songun. Esse texto irá explicar como a política funciona, as razões de sua criação e a importância histórica para a Coreia Popular.

A Política Songun tem como princípio geral a priorização dos assuntos militares. Sob tal bandeira a Coreia do Norte avançou e avança extraordinariamente seu poderio militar e sua capacidade de autodefesa, algo essencial para o país avançar no socialismo. Essa política historicamente mostrou-se de extrema importância para a Coreia Popular, pois se não fosse ela, provavelmente o capitalismo já teria sido inserido dentro das entranhas do país. Ter os assuntos militares como prioridade significa ter como prioridade a proteção da nação e das suas riquezas perante o imperialismo, que por sua vez é uma força extremamente perigosa para a causa revolucionária socialista. No Começo das suas atividades revolucionárias, Kim Il Sung organizou as forças armadas e, em decorrência, conseguiu com êxito a revolução socialista dentro da parte norte da Coreia. Posteriormente, em cada etapa da revolução, o Estado norte coreano a todo momento mostrou que a atenção dada às questões militares deve ser primordial, sempre de acordo com as condições materiais e, com isso, pôde superar as dificuldades que apareceram e continuam aparecendo durante o desenvolvimento do socialismo.

Assim como mostrou Lenin, o capitalismo alcançou sua fase superior: o imperialismo. O imperialismo, principalmente o norte americano, está subjugando e saqueando constantemente nações, sempre usando como pretexto “implantar uma democracia” em tais países, alegando que os mesmos são regimes ditatoriais e que ferem os direitos humanos. Entre 1890 e 2012 os EUA bombardeou mais de 100 países, foram milhares de inocentes mortos pelo governo norte americano, dentre os quais, civis de Iraque, Líbia, recentemente a Síria, entre outros. Nós brasileiros também já sofremos com os EUA, quando o mesmo patrocinou e apoiou o golpe empresarial-militar realizado em 1964, tal qual torturou e matou diversas pessoas, não só de guerrilhas comunistas, mas também pessoas comuns que não tinham relação, apenas eram contra a repressão praticada. Em geral, tudo isto é típico de países imperialistas que crescem em detrimento de países subdesenvolvidos, que são saqueados, roubados e dominados desde sempre, das mais variadas formas.

Devido a tudo isso, foi mais do que necessária a criação da Política Songun, já que foi possível para a Coreia do Norte edificar um exército poderoso e alcançar um poderio bélico imenso, afastando por conseguinte as ameaças imperialistas. Após o fim da URSS, as coisas ficaram mais difíceis não só economicamente, como também politicamente para a Coreia Popular, porém a nação socialista não ajoelhou-se perante o imperialismo yankee e permanece resistindo constante e bravamente contra todo tipo de  ameaça, embargo e ataques.

A linha revolucionária e a política Songun precisam ser mantidos enquanto existir o imperialismo e seus aparelhos de agressão, de modo que as massas populares e os membros do exército sejam nutridos de ideais revolucionários e estejam dispostos a defenderem seu povo e sua nação socialista até a morte. É impensável para um país anti-imperialista e socialista manter-se vivo sem que haja uma forte linha militar defensiva e ofensiva. Essa política mostrou o quão é eficiente nos dias atuais, com as recentes e sucessivas tentativas de intimidação por parte dos EUA, que estavam prestes a atacar a Coreia Popular, porém com a exibição ameaçadora de um poder bélico extremamente devastador, moderno e avançado, decidiram recuar, ao menos momentaneamente.

Há também alguns equívocos referentes à Política Songun. Muitos dos críticos alegam que ela necessariamente afasta o Estado das massas, e consequentemente acaba gerando uma burocracia imensa e a diminuição da linha de massas. Isso é uma interpretação errônea, pois priorizar o exército e o poder bélico não significa deixar a população como algo secundário, muito pelo contrário, significa reforçar a sua proteção diante das constantes ameaças tanto internas quanto externas. O Juche possui 3 princípios diretivos, dentre os quais, dois relacionados ao Songun: o primeiro é a chamada “Independência na Política”, tal qual tem como principal objetivo transformar o partido, o Estado e a população em uma só unidade. Já o segundo refere-se a “Autodefesa na Salvaguarda Nacional”, que significa engendrar uma capacidade militar suficientemente potente para enfrentar o imperialismo. A Política Songun se afastaria das massas caso o exército fosse tratado de forma separada e isolada, como acontece nos países capitalistas, onde as forças armadas servem única e exclusivamente ao Estado e seus interesses empresariais, porém ambos estão unidos monoliticamente e, devido a isso, como mencionado acima, o exercito é do povo e para o povo.

Exército Revolucionário: defesa essencial da revolução

Portanto, essa linha revolucionária é indispensável para o século 21, levando em conta as condições materiais atuais, de maneira que o socialismo norte coreano supera vitoriosamente todas as dificuldades, ao mesmo tempo em que luta pela emancipação mundial e resiste sem tréguas à dominação imperialista e capitalista, mesmo sob sanções criminosas impostas pela ONU.

“O grande Líder, camarada Kim Il Sung, explicou os princípios originais e métodos para a constituição das forças armadas revolucionárias que foram materializadas brilhantemente, graças às quais o Exército Popular se transformou em modelo de exército revolucionário e  construiu as bases sólidas de seu constante fortalecimento e desenvolvimento. Com isso foi feito o exército do Partido das massas, verdadeiramente um exército popular, se transformando assim em pelotões armados que possuem firmes ideais e convicções, noção clara dos pensamentos ideológicos e políticos, dignos do exército revolucionário. Sob sua sábia direção, foi criada e desenvolvida uma independente indústria de defesa moderna e se preparou a base material e técnica para modernizar todo o Exército. Os méritos imortais que o grande Líder realizou no processo de formação das forças armadas são os méritos mais valiosos realizados por ele na revolução e servem hoje de base sólida, de um capital inestimável, para nossos empenhos em dar maior fortaleza ao Exército Popular e aplicar a política do Songun.”  (Kim Jong Il em “A linha Revolucionária do Songun é uma grande linha de nossa época e a bandeira sempre vitoriosa de nossa revolução”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *