Com uma população de pouco mais de 11 milhões, Cuba abriga 2.153 pessoas com mais de cem anos de idade, com três deles pelo menos, entre 113 e 115 anos, de acordo com dados oficiais publicados pela imprensa local, sendo portanto o país com maior proporção demográfica de centenários.

Alta expectativa de vida comprova a universalização dos direitos sociais em Cuba

Geograficamente, a maioria dos centenários cubanos estão localizados nas províncias orientais do país, com o capital de Havana possuindo uma quantidade considerável também. Pouco mais da metade, 1.200, são mulheres.

Dr. Alberto Fernandez, chefe do Departamento do Idoso, Assistência Social e Saúde Mental de Cuba, disse que o país possui uma das maiores taxas de envelhecimento populacional no mundo, com mais de 2,2 milhões de pessoas acima de 60 anos, cerca de 20% da população. E ainda 87% vivem mais de 60 anos de idade, número que pode chegar a mais de 90% na próxima década.

Em países onde a população passa fome, como dizem os reacionários, não há centenários e a expectativa de vida não passa de 60 anos em geral, diferentemente de Cuba, onde a totalidade do povo tem suas necessidades básicas, como saúde, alimentação, educação e segurança garantidas, bem como vive em cidades com nível reduzido de poluição, ocasionando uma expectativa de vida de 79 anos, uma das mais altas da América Latina, quase empatada com a de países ricos, como os EUA.

Referências:

http://www.telesurtv.net/english/news/Cuba-Is-Home-to-Some-2000-People-over-100-20170531-0038.html

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/05/cuba-supera-japao-em-porcentagem-de-centenarios.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *