Segundo pesquisadores do Instituto do Câncer Roswell Park, o CIMAVAX-EGF, a vacina cubana, ‘mata o câncer de fome e ele para de crescer’; tratamento é gratuito em Cuba.

Pesquisadores esperam que o CIMAVAX possa funcionar também para outros tipos de câncer

Cerca de mil pacientes do Instituto do Câncer Roswell Park, nos Estados Unidos, começaram a receber doses mensais da vacina CIMAVAX-EGF, que combate o câncer de pulmão. O medicamento foi desenvolvido em Cuba por pesquisadores do Centro de Imunologia Molecular de Havana e foi enviado aos EUA antes mesmo da reaproximação entre os dois países.

Os médicos têm esperança de que a vacina possa funcionar para outros tipos de câncer como o de cólon, de cérebro e do útero. “Os efeitos colaterais para os pacientes cubanos que tomam a vacina têm sido mínimos”, disse o chefe da oncologia torácica de Roswell, Grace Dy, segundo o Cubadebate.

A vacina, que já foi testada em países como Colômbia, Perú, Paraguai e Bósnia-Herzegóvina, passou por extensos testes e estudos antes de ser aprovada como tratamento para o câncer de pulmão. A parceria entre o Centro Imunológico Molecular de Havana e o Instituo de Roswell Park começou em 2011, quatro anos antes da reaproximação entre Cuba e os EUA.

Para o presidente do Departamento de Imunologia de Roswell, Kalvin Lee, “isso foi muito inesperado e nós, como muitos outros, pensávamos que Cuba estava presa nos tempos de ‘I love Lucy’ e sua tecnologia provavelmente se parecia com a de seus carros dos anos 1950”. Segundo o pesquisador, reporta o Cubadebate, essa vacina, ao invés de atacar a célula cancerígena, responde contra o fator de crescimento do câncer. “Mediante a geração dessa resposta imune que neutraliza o fator (de crescimento epidérmico EGF) circulante, mata o câncer de fome e ele para de crescer”, disse.

Embora o tratamento com a CIMAVAX seja totalmente gratuito em Cuba, os estrangeiros que forem à ilha em busca da vacina poderão pagar até 12 mil dólares por um ano do medicamento, já que a ilha socialista, muito prejudicada pelo embargo econômico do próprio EUA, precisa utilizar a sua medicina avançada como uma forma de sustentar a economia e reinvestir no próprio desenvolvimento daquele que é um dos melhores sistemas públicos de saúde do mundo.

Além da importância no combate ao câncer de pulmão, os pesquisadores salientaram a importância do medicamento na prevenção, uma vez que ela impede o crescimento da doença. “O que é realmente interessante no CIMAVAX é a possibilidade de que poderá ser usado para prevenir o câncer de pulmão, a causa número um de morte por câncer em homens e mulheres nos EUA”, afirmou Lee.

Via Operamundi

Comments

  1. Medicina e patologias são coisas muito complexas, a anos trabalho na área
    e sempre penso que é fantástico o corpo humano. Gostei muito do assunto
    e busco muitas informações na internet sobre patologias de diversas áreas
    embora eu seja especializado em pediatria.Parabéns pelo site, um abraço 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *